Universidade de Fortaleza - BDTD - Biblioteca Digital de Teses e Dissertações

Dissertação

Titulo

Homofobia na escola : considerações da psicologia

Autor

Almeida, Helen Rimet Alves de

Programa

Mestrado Em Psicologia

Orientador

Viana, Luciana Maria Maia

Banca Examinadora

Viana, Luciana Maria Maia
Matos, Tereza Gláucia Rocha
Chaves, Hamilton Viana
Nascimento, Verônica Salgueiro do

Data da Defesa

03/07/2015

Assunto

Homossexualidade - Aspectos psicológicos
Homofobia
Diversidade Sexual

Resumo

Homofobia é o termo usado para definir e caracterizar qualquer tipo de discriminação e/ou aversão aos homossexuais. Consiste em medo, descrédito e ódio a gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais, como uma forma de representação que se desenvolve no interior dos grupos dominantes. Refere-se a valores, mecanismos de exclusão, relações de poder, sistemas de crenças e padrões identitários. Essa compreensão pressupõe que a homofobia seja analisada em contextos sociais distintos. Partindo-se desse entendimento, realizou-se um estudo cujo objetivo principal consistiu em analisar o posicionamento e as possíveis contribuições da Psicologia acerca da homofobia no contexto escolar. Em específico, procurou-se identificar publicações de entidades, associações e organizações de Psicologia, sobre a Homofobia; apontar as estratégias de enfrentamento à homofobia na escola propostas por essas entidades, associações e organizações de Psicologia; e, a partir do material analisado, discutir as contribuições da atuação da Psicologia para o enfrentamento da homofobia na escola. Com estes objetivos, desenvolveu-se um estudo de natureza qualitativa, do tipo exploratório e descritivo, mediado pela utilização das pesquisas bibliográfica e documental como técnicas de coleta de dados. A primeira baseou-se em uma Revisão Narrativa da Literatura e de uma Análise de Conteúdo Temática e foi realizada para fundamentar teoricamente o objeto de estudo, contribuindo com elementos para subsidiar a análise documental do material obtido. Como fontes da segunda foram utilizadas publicações de algumas instituições da Psicologia no Brasil. A coleta das informações foi feita nos endereços eletrônicos de cinco instituições, nos quais se buscou, em publicações, eventos, notícias e matérias, conteúdos relativos às concepções sobre a homofobia na escola, bem como possíveis práticas para o seu enfrentamento. Os resultados das análises sugerem que a Psicologia tem discutido as questões relativas à homofobia não de forma propositiva, mas como resposta a acontecimentos sociais e políticos. Além disso, a Psicologia, ao propor algumas ações, não considera os fatores mediadores que se cruzam com o problema psicossociológico, o que acaba favorecendo o aparecimento de falhas nas ações encetadas em resposta ao desafio de enfrentamento da homofobia. O estudo parece apontar que, apesar do desenvolvimento de algumas campanhas e articulações de associações e entidades de Psicologia para o enfrentamento da homofobia no ambiente escolar, muitas ações afirmativas ainda precisam ser realizadas. Palavras-chave: Homofobia. Escola. Psicologia. Instituições. Organizações.

Abstract

Homophobia is the term used to define and characterize any kind of discrimination and / or aversion of homosexuals. It consists of fear, distrust and hatred of gays, lesbians, bisexuals, transvestites and transsexuals, as a form of representation that develops within the dominant groups. It refers to values, exclusion mechanisms, power relations, belief systems and selfhood. This understanding implies that homophobia is analyzed in different social contexts. Based on this understanding, there was a study whose main objective was to analyze the positioning and potential contributions of Psychology about homophobia in the school context. Specifically, it sought to identify entities, associations and organizations of Psychology publications on Homophobia; point the coping strategies of homophobia at school proposed by these entities, associations and organizations of Psychology; and, from the analyzed material, discuss the contributions of Psychology action to confront the homophobia at school. Minding these goals, developed a study of qualitative nature, in an exploratory and descriptive type, mediated by use of bibliographic and documentary research as data collection techniques. The first was based on a Narrative Review of the Literature and on a Thematic Content Analysis and was held to justify theoretically the object of study, contributing with elements to support the documentary analysis of the material. As sources of the second publications from some Psychology institutions in Brazil were used. Data collection was made on the websites of five institutions, seeking in publications, events, news and materials, content relating to concepts of homophobia at school and possible coping practices for its confrontation. The results of the analysis suggest that Psychology has discussed issues relating to homophobia not in a purposeful way, but as a response to social and political events. In addition, in proposing some actions, Psychology does not consider the mediating factors that intersect the psychosocial problem, which ends up favoring the appearance of faults in the actions undertaken in response to homophobia confronting challenge. The study seems to point out that despite the development of some campaigns and joint of associations and Psychology entities to confront the homophobia in the school environment, many affirmative action still need to be made. Keywords: Homophobia. School. Psychology. Institutions. Organizations.

Termo para download

O autor desta obra é o titular dos direitos autorais. Esse trabalho destina-se somente para uso pessoal ou científico. Está proibida a comercialização de qualquer espécie sem autorização prévia do autor.

Li e concordo com as condições acima

Documento Eletrônico Peso Acessos Download
Dissertacao.pdf 1.118 KB 101