Universidade de Fortaleza - BDTD - Biblioteca Digital de Teses e Dissertações

Dissertação

Titulo

A fascinação pelo resto : o mal-estar na tecnociência

Autor

Pinheiro, Rafael Lobato

Programa

Mestrado Em Psicologia

Orientador

Carneiro, Henrique Figueiredo

Banca Examinadora

Carneiro, Henrique Figueiredo
Martins, Karla Patrícia Holanda

Data da Defesa

16/08/2012

Assunto

Psicanálise
Mal-estar
Subjetividade

Resumo

O objetivo desta pesquisa é investigar o discurso tecnocientífico e seus efeitos sobre o sujeito a partir da noção de resto. Apoiado na leitura do mal-estar na Modernidade em Freud e Lacan, este trabalho voltou-se para a investigação do mal-estar na atualidade analisando criticamente os esforços tecnocientíficos em produzir uma resolução técnica ao mal-estar do homem e de sua cultura. Para tanto, utilizou-se o resto como uma referência que expressa a radicalidade do mal-estar inerente ao sujeito por habitar o campo da linguagem, inserido na cultura. A relação entre tecnociência e resto foi abordada em três dimensões: A primeira dimensão introduz o resto e sua importância para compreensão da constituição do sujeito e seu inescapável encontro com a angústia. Foi destacado o caráter impossível da satisfação pulsional como fato de estrutura do sujeito. A segunda dimensão apresenta o resto evidenciando o impossível da pulsão no campo da cultura, ou seja, no laço social. A teoria dos discursos de Lacan foi apresentada como fundamento para a apresentação e análise do discurso tecnocientífico e o modo como ele opera com o resto no discurso social. A terceira dimensão lança a hipótese central deste estudo ao questionar a tecnociencia como discurso e suas armadilhas subjetivas para o sujeito e sua cultura. Afirmou-se que a tecnociencia sugere que o impossível encontra-se ao alcance do sujeito desarticulando sua relação fantasmática com o Saber e a Verdade e que, o efeito subjetivo é a fascinação pelo resto, índice do impossível da satisfação pulsional. Concluiu-se que tal fascinação é da ordem de uma sideração de modo que o discurso tecnocientífico incide sobre a disposição narcísica do Eu oferecendo ao sujeito apreender o resto e eliminar o mal-estar inerente à sua condição de ser da linguagem. Dessa forma, o objeto a como resto deixa então de ser fator de causação do desejo para se tornar pólo de fascinação num constante empuxo à pulsão de morte. Como resultado dessa articulação, o novo homem que pode emergir é alguém visitado constantemente por esta parte residual que, em não se deixar apreender gera uma verdadeira fascinação lançando o sujeito numa posição melancolizada. Palavras-chave: psicanálise, resto, mal-estar, tecnociência, discurso.

Abstract

The objective of this research is to investigate the techno-scientific discourse and its effects on the subject from the notion of rest. Supported by the reading of the iscontents in modernity in Freud and Lacan, this work turned to the investigation of human discontents nowadays in critically analyzing the techno-scientific efforts to produce a technical resolution to the discomfort of man and his culture. For this purpose, the rest was used as a reference which expresses the radicalism of the malaise inherent in the subject because he inhabits the realm of language, inserted in the culture. The relationship between technoscience and the rest was covered in three dimensions: The first dimension introduces the rest and its importance for understanding the constitution of the subject and his encounter with the inescapable anguish. It was highlighted the impossible nature of drive satisfaction as a matter of structure of the subject. The second dimension shows the rest presenting the impossible of the drive in the field of culture, the social bond. The theory of Lacan's discourse was presented as a basis for presentation and analysis of techno-scientific discourse and how it operates with the rest in social discourse. The third dimension introduces the central hypothesis of this study when it questions technoscience as a discourse and its subjective traps to the subjetc and his culture. It was stated that technoscience suggests that the impossible is within reach of the subject disrupting his fantasy relationship with the Knowledge and Truth, and that the subjective effect is the fascination for the rest, the index of the impossible to the drive’s satisfaction. It was concluded that this fascination is a sideration so that the technoscientific discourse focuses on the narcissistic disposition of the I offering to the subject apprehend the rest and eliminate the discomfort inherent to the subject because he is trespassed by language. Thus, the object a as a rest ceases to be a factor of cause for the desire to become a center of fascination in a constant drive to the death instinct. As a result, the new man that can emerge is someone constantly visited by this residual part, that by resisting to its apprehension generates a effect of fascination launching the subject in a position marked by melancholy. Key-words: psychoanalysis, rest, discomfort, technoscience, discourse.

Termo para download

O autor desta obra é o titular dos direitos autorais. Esse trabalho destina-se somente para uso pessoal ou científico. Está proibida a comercialização de qualquer espécie sem autorização prévia do autor.

Li e concordo com as condições acima

Documento Eletrônico Peso Acessos Download
Dissertacao.pdf 1.173 KB 766