Universidade de Fortaleza - BDTD - Biblioteca Digital de Teses e Dissertações

Dissertação

Titulo

A família na perspectiva de pais de filhos com câncer e de filhos sadios

Autor

Coelho, Jane Alves

Programa

Mestrado Em Psicologia

Orientador

Bucher-Maluschke, Júlia Sursis Nobre Ferro

Banca Examinadora

Bucher-Maluschke, Júlia Sursis Nobre Ferro
Teixeira, Leônia Cavalcante
Galvão, Marli Teresinha Gimeniz
Silva, Simone Souza da Costa

Data da Defesa

12/12/2008

Assunto

Crianças - Câncer
Adolescente - Câncer
Pais e filhos
Saúde pública

Resumo

Há escassez de pesquisas sobre a paternidade, comparada aos vastos estudos realizados sobre a maternidade, ressaltando, como exceção, os estudos desenvolvidos pela psicanálise quanto à função paterna É com intuito de conhecer como o pai de uma criança com câncer vivencia o adoecimento e o sofrimento em todas as fases terapêuticas pelas quais o filho passa, propõe-se um estudo na dimensão das vivências da paternidade no contexto oncológico infantil, comparando-o com pais cujos filhos estão sadios, na tentativa de possibilitar questões para reflexão, tanto para prática clínica quanto para futuras pesquisas na área do câncer infantil, como também nas ações de saúde pública. A metodologia privilegiada é de caráter qualitativo e comparativo, uma vez que se confrontam as possíveis semelhanças e diferenças detectadas entre pais de filhos com câncer (Grupo 1) e pais de crianças sadias (Grupo 2). A pesquisa consiste de estudo de casos, numa abordagem sistêmica. Para coleta de dados desta pesquisa, foram entrevistados 30 (trinta) pais do gênero masculino, sendo 15 (quinze) deles, pais de crianças e adolescentes com câncer, e 15 (quinze) pais de crianças e adolescentes sadios. Os resultados obtidos enfatizam uma sociedade em fase de transição no tocante ao exercício da paternidade, às funções paternas e ao lugar do pai. Mesmo estando os dois grupos de pais em situações divergentes, há pontos peculiares aos pais de filhos com câncer e os comuns entre os grupos.

Abstract

There is a shortage of research on fatherhood, compared to the extensive studies on motherhood, emphasizing, as an exception, the studies developed by psychoanalysis on the paternal role. It is in order to know how a father of a child with cancer experiences the illness and suffering in all phases therapies for which the child go, it is proposed a study on the size of the experiences of fatherhood in the context childhood cancer, comparing it with parents whose children are healthy, in an attempt to allow questions for reflection for both clinical practice and for future research in the field of childhood cancer as well as in health care public. The privileged method is qualitative in nature and comparative, since they face the possible similarities and differences found between parents of children with cancer (Group 1) and parents of healthy children (Group 2). The research is a study of cases, a systemic approach. In collects data from this survey, respondents were 30 (thirty) parents male, and 15 (fifteen) of them, parents of children and teenagers with cancer, and 15 (fifteen) parents of healthy children and teenagers. The results emphasize a society in transition with regard to the exercise of paternity, the paternal role and place of the father. Even the two groups of parents being in different situations, there are peculiar points for parents of children with cancer and common between the groups. Keywords: Cancer; Fatherhood; Family; Public health.

Termo para download

O autor desta obra é o titular dos direitos autorais. Esse trabalho destina-se somente para uso pessoal ou científico. Está proibida a comercialização de qualquer espécie sem autorização prévia do autor.

Li e concordo com as condições acima

Documento Eletrônico Peso Acessos Download
Dissertacao.pdf 792 KB 1990